quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Musicando

Ao som de Tiê nesta manhã, na qual estou a pintar as unhas, eu estou também a pensar no aspecto dêitico das canções. Sempre vai ter uma música que você vai sentir como se tivesse sido feita pra você; mas, sinto lhe dizer, ela não foi.
Só que isso não vai mudar o que você vai sentir toda vez que escutar determinadas músicas.
Tem algumas que as vezes não vemos sentido algum, mas tem outras que parece que estavam lendo nossos pensamentos... e isso acontece com outras milhares de pessoas. A mesma coisa. Talvez seja por isso que as músicas sempre apresentam esse aspecto dêitico; porque sempre vai ter muitas pessoas passando por situações tidas como "comuns", e aí vem alguém e cria uma música e cada pessoa que ouve acha que a música foi feita pra ela.

Mas olha, as vezes tem músicas que mesmo sem vermos sentido, "entramos" nelas. As vezes são tão profundas que você mesmo sem viver a situação, você meio que entra no clima... você sente a música. É, sente.

Tem músicas que nos chamam pra dançar, tem músicas que nos dão vontade de gritar pro mundo inteiro ouvir, tem músicas que nos fazem chorar e tem as músicas que nos fazem lembrar do exato momento em que as escutamos pela primeira vez.



2 comentários:

Fabi Viana disse...

Fiquei curiosa, qual(is) música(s) te descreve(m) neste momento? ;)

Natalie disse...

Bem, me descrever eu não sei bem dizer... mas enquanto eu estava escrevendo, eu estava escutando "Dois", da Tiê =P